Pesquisar este blog

domingo, 31 de julho de 2011

Flagra cortando o cabelo...


Gente, adorei os comentários no outro post.

 Respondendo: não, eu não cortei o cabelo da Alice em casa (só uma vez me arrisquei a aparar a franja e ficou um desastre). 
Quem cortou foi a cabelereira do papai...que é uma fofa e suuuuper paciente. Não foi exatamente a coisa mais simples do mundo, precisou de uma força tarefa mamãe-papai-cabelereira, mas no final deu tudo certo e adoramos o resultado.
 Aliás...sou fã de cabelos mais curtos (totalmente "abaixo a rapunzel", hehehehe).
 Até daqui a pouco, beeem pouquinho.

3 comentários:

Dani Martins disse...

Para menina é mais fácil, só tem que encarar a tal tesoura de vez um quando...cabelo de menino sim é que complica, pelo menos o do meu. Cresce igual abobrinha, como diz minha mãe...e apesar de não ter a menor idéia do que isso significa, concordo com ela...hehehe. Só sei que cresce muito e todo santo mês tenho que levá-lo ao tio da tesoura, como ele diz. É uma novela toda vez...e muitos biquinhos de choro depois, vem com um corte novinho em folha. Menino ou menina, é sempre uma delícia participar desses detalhes da vida.
Bjk!

www.diadeprosa.blogspot.com

Andrea Nunes disse...

Beta querida, obrigada pelo carinho e torcida por nós. Estamos muito assustados ainda, mas a cada dia um pouco melhores. Hoje foi um dia bom, não chorei nenhuma vez :o)
Sei que vamos superar isso, e com todo esse carinho e energia boa que temos recebido tem sido bem mais fácil.

Adorei o chanel da filhota, eu gostie muito quando Natinha resolveu cortar curtinho também, pena que durou pouco e agora ela anda com sindrome da rapunzel :o)

cuidem-se por aí viu.
beijo grande

Beta disse...

:)